Monitoramento Online da Produção: OEE Classe Mundial

Monitoramento Online da Produção: OEE, você é um candidato?

Em meu último post falamos sobre o gerenciamento online do chão de fábrica. Ao tomar a decisão de fazê-lo, é preciso observar que existem indicadores relevantes para quem deseja implementar o monitoramento online da produção. Não se trata de um desejo e sim de uma necessidade para os fabricantes que trabalham em lotes de produção seriada. Mas como saber se o monitoramento online da produção é recomendado para você?

Não podemos classificar como obrigatórios, mas listamos à seguir indicadores suficientemente seguros para o balizamento desta tomada de decisão. Destacamos tais indicadores como premissas básicas para o estudo de aderência, de tal forma que justifiquem o monitoramento online da produção em sua empresa. Seguem abaixo:

  • Você tem mais que 50 funcionários diretos no chão de fábrica
  • A empresa conta com mais que 5 postos de trabalho distintos (operações específicas)
  • Existem 2 ou mais roteiros de fabricação diferentes para ao menos 10% das peças (subitens de produção)
  • Sua empresa possui ao menos 1 linha de montagem (subconjuntos ou produtos finais)
  • Você sente que seu preço não é competitivo no mercado como o de seus principais concorrentes
  • Sua equipe de produção tem dificuldade em cumprir os prazos de entrega normalmente possíveis
  • Você acredita que exista um nível de retrabalho acima do aceitável dentro de sua empresa
  • Você gostaria de adotar ou aperfeiçoar a premiação da produção por meritocracia

O monitoramento online da produção não pode ser concebido com o simples objetivo de extrair e conhecer os números da produção. Sua ciência está muito além, consiste em utilizar os números da produção obtidos com o claro objetivo de trabalhar na busca de melhorias de processo que sejam comprovadas através do aumento global da eficiência industrial.

Nascido da TPM (Total Productive Maintenance) , o termo tecnicamente correto para esta ferramenta de gestão industrial é conhecido como OEE (Overall Equipment Effectiveness), onde uma tradução direta seria Eficácia Global dos Equipamentos. Para quem deseja aprofundar-se no assunto, definições, conceitos e uma vasta bibliografia podem ser encontradas no site da OEE Foundation: http://www.oeefoundation.org/

Segundo o embasamento teórico do OEE, devemos satisfazer fórmulas de cálculo da produção cujos resultados demonstram de maneira percentual o nível global da eficácia industrial. Os percentuais são obtidos em função da disponibilidade dos recursos, performance das  operações e nível de qualidade geral obtido no processo. Graficamente podemos identificar de maneira independente tais coeficientes.

monitoramento-online-da-producao-oee

Uma vez obtidos os coeficientes de Disponibilidade, Performance e Qualidade, o OEE deve ser calculado pelo produto entre eles, de maneira que o OEE é um indicador percentual global que leva em conta o inter-relacionamento de seus coeficientes da seguinte maneira:

OEE% = Disponibilidade% * Performance% * Qualidade%

O empresário que procura por ferramentas de gestão online da produção precisa levar em conta alguns cuidados fundamentais antes de investir. Dentre as diversas opções de monitoramento online da produção oferecidas no mercado, algumas delas não seguem a sistemática do OEE. Acabam adotando metodologia de cálculo própria e teoricamente questionável (fora do padrão mundial do OEE).

Neste caso, o empresário corre o risco de obter números que não poderão ser diretamente comparados aos seus concorrentes, ficando incomunicável dentro de seu idioma exclusivo. Um segundo fator igualmente importante é a questão do uso de coletores de tecnologia proprietária, os quais podem encarecer o custo final do projeto e dificultar futuros upgrades gerando problemas de escalabilidade e/ou compartilhamento de dados.

Um terceiro ponto, de certa forma subjetivo é a questão do implantador. Claro que gênios existem, mas como regra geral um bom consultor leva de 5 a 8 anos dentro do ambiente industrial para poder dizer-se um expert na gestão industrial e portanto preparado para conduzir a correta implementação do OEE em um sistema produtivo de média complexidade.

Uma vez em funcionamento, seguem os 8 maiores benefícios do monitoramento online da produção:

  1. Identificar recursos sobrecarregados e ociosos do sistema produtivo (gargalos e folgas)
  2. Acompanhar e interagir em tempo real, garantindo o andamento previsto das ordens de produção
  3. Desenvolver e aprimorar produtos orientados em função das folgas e gargalos da produção (driven efficiency)
  4. Criar e avaliar políticas de premiação dos colaboradores por desempenho operacional
  5. Detectar ineficiências pontuais de mão-de-obra e implementar treinamento de funcionários
  6. Implementar melhorias e alterações de processo nas operações críticas
  7. Avaliar e aperfeiçoar a precificação de produtos por demanda de recursos
  8. Dimensionar o parque fabril, turnos e tamanho da equipe de produção em função do mercado presente

Contudo, talvez o maior benefício da implantação do monitoramento online da produção seja o resultado final apresentado pelo OEE. Através deste indicador é possível traçar um comparativo de competitividade mundial dentro de um mesmo segmento, pois tratamos de empresas que possuem indicadores calculados seguindo um mesmo critério padronizado e aceito mundialmente, ao qual nos referimos como Classe Mundial (World Class).

Com relação aos 3 coeficientes formadores do índice OEE, podemos afirmar como regra geral que:

  • A Disponibilidade é considerada como sendo de classe mundial se maior ou igual 90%
  • A Performance é considerada como sendo de classe mundial se maior ou igual 95%
  • A Qualidade é considerada como sendo de classe mundial se maior ou igual à 99,9%

Multiplicando-se estes indicadores, temos um OEE de 85%, que é considerado como sendo de classe mundial. Assim, um equipamento que consegue igualar ou superar isoladamente cada um dos indicadores, é considerado como sendo um equipamento que possui um desempenho de classe mundial. Não basta ter um OEE de 85%, é preciso também satisfazer individualmente cada um dos 3 coeficientes formadores do OEE.

Importante ressaltar que embora estes indicadores sejam suficientemente consistentes, a literatura aponta casos que fogem à regra geral, principalmente no tocante à Disponibilidade, afetada por situações de mix de produção demasiadamente amplos com trocas constantes na linha de produção.

Quem deseja implementar o monitoramento online da produção precisa entender de uma maneira clara os pré-requisitos necessários para o sucesso do projeto. Organizações que praticam os 6 Sigmas estarão totalmente preparadas para esta ferramenta. Empresas sem um sistema da qualidade, mas dotadas de ERPs maduros com dados consistentes não terão qualquer tipo de dificuldade no decorrer do processo de implantação. Por outro lado, empresas sem ERP poderão ter sucesso desde que possuam uma boa documentação da engenharia de produto e de processo.

O caso mais trabalhoso acontece nas empresas que acreditam ter um ERP adequadamente implantado, mas que na prática não funciona satisfatoriamente no gerenciamento das ordens de produção, seja por erros na estrutura do produto ou erros na consistência das informações presentes nas ordens de produção. Estas empresas encontram-se portanto dependentes de tomadas de decisões baseadas no conhecimento individual, ou seja, não são efetivamente proprietárias de seu “know-how”.

Para este caso específico, o implantador precisa ter experiência suficiente na condução da metodologia, executando primeiramente uma depuração da base de dados relativa aos produtos e processos. Simultaneamente deverá preparar toda a a equipe envolvida sob pena de ao não fazê-lo, frustrar o cliente com um projeto longo e cheio de sobressaltos durante o desenvolvimento das atividades necessárias ao seu sucesso. Fundamental é a escolha de sistemas OEE de softwarehouses confiáveis, tradicionais e referenciais de mercado.

Agradecemos a paciência daqueles que ainda não chegaram neste nível tecnológico em gestão industrial e mesmo assim fizeram questão de acompanhar este artigo sobre o monitoramento online da produção. Parabenizamos os empresários que já passaram por este degrau bem como aqueles que encontram-se neste momento dando tão importante passo rumo à competitividade, fazendo a coisa certa em um País tão desafiador.

Saudações e um ótimo 2016

Você pode participar deste post

Deixe um comentário

Consultoria para Indústrias Moveleiras